Cogumelos Fatiados - 100g

Ingredientes

Cogumelos, água, sal, acidulante ácido cítrico e antioxidante INS 223. NÃO CONTÉM GLÚTEN.



É extensa a variedade de pratos e forma de servir cogumelos. Vai de suflê aos já tradicionais e festejados molhos, passando por risotos, integrando prato de carne com legumes e sopas. É indispensável no strogonoff. Serve como aperitivo, quando a vinagrete ou frito. Também vai bem como salada, à moda chinesa.

Informações Nutricionais
Porção de 50g ( 1/4 xícara de chá )

  Quantidade por porção % VD (*)
Valor energético 9 kcal = 38 kJ 0
Carboidratos 1,2 g 0
Proteínas 1,0 g 1
Sódio 260 mg 15

"Não contém quantidade significativa de gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans e fibra alimentar".

* % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. ** Valores diários não estabelecidos.

O termo cogumelo, em português, pode ser utilizado como um sinônimo de fungo. Os fungos constituem um grupo de seres vivos com grande diversidade de formas, cores, tamanho e são encontrados por toda a terra.

As formas mais simples e as mais fantásticas, com variações em termos de coloração e dimensões, são encontradas no mundo dos fungos. É admitida a existência de pelo menos 200 mil espécies diferentes, das quais cerca de 600 são conhecidas como comestíveis. Poucas delas, aproximadamente 20, no entanto, são utilizadas  comercialmente em todo o mundo. No Brasil, a primeira espécie cultivada foi o champignon de Paris (Agaricus bisporus) . Mas atualmente também são cultivados o  caetetuba ou cogumelo gigante (Pleurotus ostreatus) e o shiitake (Lentinus eodes).

O sabor que propicia aos pratos, sua delicadeza, dão ao cogumelo status de iguaria. O trabalhoso cultivo, a produção ainda pequena no país, e a cuidadosa industrialização, determinam seu preço.

A variedade Agaricus é a que tem maior mercado em todo o mundo, com tecnologia de cultivo e industrialização definidas. No Brasil começou a ser cultivada em 1953, por imigrantes chineses (de Taiwan), com linhagens e técnicas asiáticas. As técnicas de cultivo são complicadas, exigindo clima adequado, instalações específicas e  mão-de-obra intensiva. A preparação da semente ou micélio requer rigorosas condições de limpeza e esterilização e o preparo da compostagem para servir de alimento e  substrato para o crescimento dos cogumelos exige pelo menos 18 dias de cuidados.

A produção limitada, bem inferior à demanda, exige que a Hemmer esteja presente na região produtora no período da safra, para garantir a aquisição do disputado  cogumelo. Sem abrir mão da sua qualidade e certificando-se de que estejam dentro dos padrões exigidos pela empresa.

Na indústria, o cogumelo passa por um processamento térmico, que objetiva a inativação química para evitar escurecimento. É feito submergindo o produto em água quente, de forma controlada para manter suas características físico-organolépticas. Após resfriado, passa por nova seleção, estando pronto para o envase em vidros. Isto é feito com muita delicadeza e habilidade, para que os cogumelos fiquem dispostos de forma harmoniosa na embalagem, valorizando o visual.


Fique por dentro das novidades