Azeitonas Pretas Portuguesa com Caroço - 200g

Ingredientes

Azeitonas pretas portuguesa, água, sal e acidulante INS 270. NÃO CONTÉM GLÚTEN.



As azeitonas da Hemmer são muito bem recebidas como aperitivo, em sua forma natural. É também ingrediente indispensável quando o objetivo é enriquecer o sabor de alimentos, como empadões, aves, pastéis e saladas de batata e maionese. Dá um toque de sofisticação e bom gosto quando utilizada na decoração de pratos à base de carnes assadas, purês e arroz.

Porção de 20g drenado ( 10 unidades )

  Quantidade por porção % VD (*)
Valor energético 35 kcal = 138 kJ 0%
Carboidratos 1,0 g 0%
Gorduras totais 3,5 g 7%
Fibra alimentar 1,0 g 3%
Sódio 367 mg 15%

"Não contém quantidade significativa de proteínas, gorduras saturadas e gorduras trans".

* % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. ** Valores diários não estabelecidos.

A azeitonas, principalmente a preta, é uma boa fonte de ferro, um mineral essencial para a oxigenação celular. O nutriente é constituinte das proteínas transportadoras de oxigênio em nosso organismo, hemoglobina e mioglobina. O suprimento desse gás aos tecidos traz benefícios da azeitonas ao processo metabólico.

O consumo de azeitona pode ajudar no controle de doenças tipicamente inflamatórias, como a artrite. Os compostos fenólicos responsáveis pelo sabor da azeitona, como a oleuropeína e o oleocanthal, apresentam propriedades anti-inflamatórias. 

A ingestão de azeitona ajuda a prevenir doenças cardiovasculares por minimizar importantes fatores de risco para o desenvolvimento das mesmas. Garantem também um efeito protetor ao sistema cardiovascular.

Código do Produto: 11519
Código de Barras EAN 13: 7891031116111
Produzido por: Cia Hemmer Indústria e Comércio.
Validade: 24 meses, a partir da data de fabricação desde que mantido em condições normais de estocagem. 
Embalagem: Pote de vidro com tampa metálica litografada e dispositivo de botón.
Quantidade em Caixa: 12 unidades
Código de Barras DUN 14: 17891031115197
Peso Líquido: 350 g
Peso Drenado: 200 g
Peso Bruto: 555 g
Após aberto: Manter sob-refrigeração (2° a 7°C) e consumir em até 5 dias.

A azeitona é o fruto das oliveiras, árvores que podem viver até mil anos. Ela surgiu no Mediterrâneo, provavelmente na Ilha de Creta, no sul da Grécia. Na oliveira, a azeitona surge bem verde, depois, a casca adquire tons acinzentados e logo vira dourada. Em seguida, torna-se castanha e o próximo passo da metamorfose é ir ficando arroxeada e ir escurecendo até ficar preta. Quanto mais escura, constata-se que mais tempo ela ficou no pé.

As azeitonas que a Companhia Hemmer oferece ao mercado nacional são importadas de Portugal, Argentina e Chile, de onde vêm pré-selecionadas, atendendo aos padrões de tamanho e qualidade da empresa.

O preparo da azeitona para consumo começa com a submissão, depois da colheita, a um tratamento com solução branda de hidróxido de sódio para retirar parcialmente o glicosídeo presente na polpa. Depois, as azeitonas são lavadas e colocadas em salmoura para a indução da fermentação lática (produção de ácidos láticos a partir dos  açucares naturais do fruto). No caso de azeitonas verdes o produto é submetido em média 60 dias de processo e as azeitonas pretas são tratadas por um período três vezes maior, para a retirada completa do sabor amargo.

Ao chegar à Hemmer as azeitonas passam por uma nova seleção, como observação criteriosa de seu estado, atenta também aos aspectos cor e tamanho, que devem ser uniformes. É feito, então, o acondicionamento em vidros, imersas em salmora com ácido lático proveniente da própria fermetação, e rotulagem.

As flores das oliveiras têm uma fecundação muito difícil. Mais difícil ainda é a fase final de formação da polpa do fruto. Só para se ter uma idéia, de cada 20 flores da oliveira uma única azeitona é produzida.

 

A floração no Mediterrâneo acontece entre os meses de abril e junho. Na Espanha, ela é em maio, uma época muito bonita na plantação dos olivais. Os frutos vão aparecer entre junho e outubro, primeiro a semente (conhecida pelos brasileiros como caroço) e depois, pouco a pouco, há o desenvolvimento da polpa.

 

O que poucos sabem é que a azeitona não pode ser consumida logo após sua colheita, pois é muito amarga. Não é como o tomate ou a laranja. A azeitona precisa passar por um processamento antes de ser usada na culinária, levada à mesa ou simplesmente degustada. O produto que se conhece é a azeitona curtida em água e sal ou numa solução alcalina. Dos dois modos ela é muito saborosa.

Mas por que há azeitonas de várias cores? Isso depende, além da espécie, do seu grau de maturidade. No começo todas são verdes. Tem pessoas que gostam dela nessa fase. Depois, à medida que vai amadurecendo, suas cores vão mudando - de tons acastanhados para os roxos até chegar à cor preta.

 

Quando atinge essa tonalidade, significa que está madura, sendo conhecida aqui no Brasil como azeitona preta - muito apreciada. O sabor e o aroma das azeitonas mudam em cada fase de maturação. Há variedades que são melhores quando colhidas verdes e outras quando maduras. Na Espanha, a principal zona de produção de azeitonas verdes é a de Sevilha. As variedades mais conhecidas são a "Manzanilla", suave e delicada; a "Gordal", grande e carnuda, e por último a "Hojiblanca", a menos apreciada, porque é muito fibrosa.


Fique por dentro das novidades